segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

GTD

Hoje vamos falar um pouco sobre o GTD e como ele vai te ajudar na sua organização pessoal e profissional

O GTD, sigla para o termo Getting Things Done (em português A Arte de Fazer Acontecer), é um método de produtividade pessoal idealizado por David Allen. O livro base do método é “A arte de fazer acontecer”. O Objetivo do método é que você possa conseguir aumentar seu foco nas tarefas, a partir do momento em que você tira do pensamento as preocupações relativas às tarefas futuras. Isso vale não só para as tarefas de trabalho, mas pode (e deve) ser utilizado para outras áreas da sua vida.

Uma ideia que David nos apresenta é que devemos ter a “mente clara como água”. Isto é, você deve ter consciência de que todas as suas tarefas, ideias, preocupações e reflexões, estão em um lugar seguro, onde não serão esquecidos. A partir de então, você terá a mente livre para se dedicar às tarefas e projetos, como também não precisar fazer nada, já que você saberá o que não está fazendo.

Para isso ele propõe cinco passos para começar a colocar em ordem sua vida (os termos em parênteses se referem aos termos da Edição antiga):

- Capturar (Coleta)
- Esclarecer (Processamento)
- Organizar (Organização)
- Refletir (Execução)
- Engajar (Revisão)

Vamos ver o método com mais detalhes ao longo das próximas semanas. Hoje vamos começar com o 1º passo: Capturar

Capturar: é a fase inicial do método. O objetivo aqui é capturar tudo o que chegar até você: e-mails, papéis, correspondências, pendências, ideias (inclusive aquelas que surgem quando você está no banho), To Do, itens a comprar, desejos, sonhos, etc. Pegue um caderninho bonito, ou aquele bloco que você até hoje não teve coragem de usar, e vá anotando tudo o que vem à sua mente. Uma caixa de entrada, que pode até ser feita com papelão e forrada com contact, ou adquirida, que possa servir de caixa de entrada física para papéis soltos. No caso do caderno, o ideal é que seja um caderno/caderneta de fácil manuseio, pois você precisará levá-lo com você sempre. São outras ferramentas de captura, aplicativos de notas, e-mails, mensagens de texto...

As ferramentas de capturas devem está sempre a mão (ao menos uma delas), para o sucesso da implantação do método. Hoje eu não me vejo sem minhas caixas de entrada. Se eu não anotar eu esqueço mesmo!

Hoje em dia eu tenho mais de um ponto de captura, pois nem sempre dá para abrir a bolsa e pegar o caderninho. No momento estou usando:

• Aba de Notas da pocket
• Caderninho A.Craft
• Aplicativo de Notas no celular
• Capturas de tela (Você vê algo importante na net e não tem como anotar o site ou Instagram, tire foto da tela e veja depois)
• Bloco de notas da cozinha

No livro, o David recomenda uma primeira grande captura para quem vai começar o método. Ele também tem uma lista de “gatilhos” para lhe ajudar no processo. Como eu li o livro quando já fazia uso do método, ainda não parei para realizá-la (o David recomenda de algumas horas ou dias para terminá-la). Se você estiver com tempo (de férias por exemplo), pare um dia ou uma tarde para colocar no papel tudo o que passa em sua mente. Sem pressa e sem pressão.
Semana que vem veremos a etapa seguinte. Por hora, escolham um caderninho e vão anotando tudo que vier a sua mente. No próximo post veremos o que fazer com isso.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Fly Lady - Pequena introdução

Primeira postagem do ano, vamos conhecer (ou aprofundar) alguns métodos de organização existentes no mercado.  Vou trazer apenas aqueles que uso, pois tenho experiência para falar, mas nada impede que você cite outros nos comentários.

Uso basicamente o Fly Lady , para organização doméstica; e o GTD para organização em geral. Essa semana veremos o Fly Lady:

FLY LADY: É um método de organização doméstica (e da vida, se você considerar que boa parte da nossa vida estamos em casa), que trabalha principalmente com o estabelecimento de rotinas, de criação de bons hábitos e de cuidados pessoais, mas principalmente de auto aceitação. Auto aceitação de que feito é melhor que perfeito, que não devemos buscar o perfeccionismo, e que devemos levar a vida com bom humor. A grande sacada da Fly Lady, é que um pouquinho a cada dia pode transformar sua casa e sua vida. A bagunça não se instalou de um dia para o outro. Ela também não vai sumir da mesma forma não é?

Um dos mandamentos principais do Fly Lady é “FAZER A PIA BRILHAR”. Às vezes o cansaço do fim do dia, nos deixa ao ponto de só querermos dormir. Mas tente deixar sua pia limpa todas as noites, e você vai ver como seu humor matinal vai melhorar

Outros pontos que acho importantes, são as rotina matinal e noturna, bem como a hora semanal de abençoar o lar e as missões semanais: 15 minutos diários, mais 60 minutos de cuidados com a casa no fim de semana (ou outro dia que for melhor pra você), vão fazer milagres na sua vida doméstica.

Para conhecer melhor o método, recomendo estes links:

http://flyrobrasileira.blogspot.com.br/2008/07/incio-do-sistema-fly-lady.html

http://flyrobrasileira.blogspot.com.br/2015/04/introducao-licoes-sistema-flylady.html

http://flyrobrasileira.blogspot.com.br/2008/10/lies-da-flylady-flying-lessons-segunda.html

http://casafly.blogspot.com.br/2015/12/figurinhas-dos-31-babysteps-com-tema-do.html (Esse aqui precisava ser colocado :-D)

O primeiro passo para quem quer entrar no método, é fazer os 31 BABY STEPS (passinhos de bebê). São hábitos/tarefas que vamos fazendo ao longo do primeiro mês no método: um por dia, devagar. Vou confessar que não fiz na época, pois algumas coisas não combinavam com minha rotina. Mas hoje já adaptei ao método à minha rotina e configuração casa/família

Um segundo passo seria a LIMPEZA DETALHADA de cada cômodo (na verdade a Fly Lady usa o termo Zona – que pode englobar mais de um cômodo) – no seu tempo, sem neuras. Só depois da limpeza detalhada, você vai poder começar com as missões semanais. Aproveite a limpeza detalhada para fazer o declutter (destralhar) do cômodo, isto é, se livrar de tudo aquilo que não pertence ao cômodo, ou devolvendo-os para seus respectivos lugares, doando ou jogando no lixo mesmo, conforme for o caso.

As ROTINAS da manhã e noturna estão incluídas nos baby steps, mas se você não vai segui-lo, crie sua rotinas e coloque no seu planner ou no centro de comando. Quando tiver adaptada a elas, nem sempre vai precisar ficar olhando.

As MISSÕES SEMANAIS são pequenas tarefas diárias, de no máximo 15 minutos, que vão te ajudar a manter a limpeza detalhada que você já fez. Você pode acompanhar as missões semanais pelo site (procure por “Espiadinhas da semana”), ou adaptá-las à sua casa.

HOT SPOTS são áreas críticas de um determinado cômodo. Cabe a você olhar para o cômodo e ver o que precisa ser resolvido o mais rápido possível. No momento estou apenas me concentrando neles, ao invés das missões semanais (Pura falta de tempo).

HORA SEMANAL DE ABENÇOAR O LAR: é simplesmente um grupo de tarefas de 15 minutos, que juntas dão outra cara ao nosso lar. Sabe aquela faxina de sábado que só termina à tarde? Esqueça! Com a continuidade no método, você só precisará de uma a duas horas do seu fim de semana para dá um up na sua casa, te proporcionando mais descanso e diversão no fim de semana.

Agora a parte que vocês vão amar: O CONTROL JOURNAL
Por qual motivo? Por que você vai ter mais uma desculpa para comprar um planner. Vamos falar detalhadamente depois, mas só pra vocês saberem o que é, o Control Journal funciona como controle e registro da vida da casa e da família. É o Planner da Casa!!!!

O método tem mais coisas, que não adotei pra mim, por isso acabei não citando. Mas vocês podem conhecer clicando nos links aí em cima. 

Para mim, o método foi fundamental no início da minha vida de casada. Teve dias que o caos se instalou? Teve! Mas hoje em dia sou muito mais tranquila graças a ele e ao GTD.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Planejar 2017



Primeira sexta-feira de 2017 hora de começar a pensar o que queremos para nossa vida para esse ano. Lembrem-se que 2017 sozinho não vai te trazer nada: você que tem que fazer o seu ano maravilhoso, apesar das dificuldades.

Semana passada, preenchemos nossa visão mensal. Embora nem todos tenham compromissos para os meses seguintes, temos que ao menos pensar o que precisamos fazer durante o ano, e nos planejarmos para os acontecimentos.

Datas importantes: Alguma data importante já marcada em nossa vida ou na vida dos que estão à nossa volta? Casamento, batizado, formatura, bodas, aniversários (com festa), etc...

Aniversários: Quais os aniversários que vocês vão querer presentear? Hora de colocar naquela parte “este mês”, a despesa extra que terá.

Feriados: Algum feriadão? Dá para programar uma pequena viagem? Fique de olho nas promoções. Se deixar para a última hora, vai pagar mais caro. O mesmo serve para as férias.

Rotina Médica: Programe suas consultas e seus períodos de exames. Lembre-se que a visita ao dentista, deve acontecer ao menos duas vezes no ano.

Outras perguntas importantes que você se deve fazer, para definir seus objetivos, e consequentemente suas ações para o próximo ano:

      1) Ao final de 2017, como e onde quero estar? Com as respostas você pode definir:
·        

  •            Objetivos pessoais;
  • ·         Objetivos profissionais;
  • ·         Objetivos familiares;


2) O que não quero ser/fazer em 2017? (Vamos procurar revisar o ano que passou, e não repetir os mesmos erros ou situações desagradáveis né?)

3) Que hábitos quero ter ao final de 2017?   Aqui você pode criar um tracker mensal para ir avaliando se a atitude proposta está se tornando um hábito em sua vida. Vale para todos os tipos de áreas: Saúde, Família, trabalho.
 
De cada objetivo proposto, você pode transformá-lo num projeto.  Não, projeto não só existe no campo profissional e acadêmico. Qualquer objetivo/meta que você quer alcançar, que necessita de duas ou mais ações, já é um projeto (conceito de Projeto do GTD, vamos ver mais à frente).  Separe uma seção do planner (ou caderno no sistema Midori), para as listas (de objetivo), e depois em cada página, coloque o objetivo e vá listando o que precisa fazer para executá-lo. Uma vez por semana (ou por mês), dê uma olhada pela sua seção de projetos, e veja o que está deixando de lado e merece sua atenção, o que pode impulsionar naquele mês (semana), ou o que não faz mais sentido em está ali.

Aproveito desde já para desejar um Feliz 2017, com muita paz, saúde, harmonia e sucesso para vocês!

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Visão Mensal do Planner


Bom dia pessoas!
2017 chegando, vamos nos preparar para ter um ano mais organizado. O assunto de hoje é Visão Mensal.
Muitas pessoas acabam por não utilizar a visão mensal do planner, pois não sabem como usar, ou não vislumbram o seu potencial. Eu mesma no início usava muito pouco. Com o passar do tempo, fui vendo maneiras de utilizar, de modo a ajudar na minha organização.
Trago hoje a forma como uso a visão mensal do planner.
A descrição está na própria foto.
 
Espero que seja útil pra vocês!






























Aproveito para desejar um 2017 de muita paz e saúde para vocês!
Até ano que vem!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016




Organização básica do Planner

Sempre vejo as pessoas que estão iniciando no mundo dos planners, comprando seu primeiro planner, e quando este chega, não sabem o que fazer. Resolvi trazer para vocês, não só a resposta que coloco nos post, mas desenvolver um pouco mais meu pensamento a esse respeito.

Considero como pontos básicos na organização diária o registro dos compromissos, sejam os agendados, seja aqueles previstos; as tarefas, sejam as do dia a dia, sejam as que você vai precisar fazer uma hora ou outra; as listas de compra, não apenas do supermercado, mas de outros estabelecimentos : shopping, farmácia, ); e as notas em geral.

Compromissos: Eu considero como compromisso, todos aqueles eventos que já possuem um dia e/ou horário para acontecerem, bem como aqueles previstos em um determinado período de tempo no futuro. No primeiro caso, são exemplos: consulta médica, casamentos, reuniões, festas, etc. Para os previstos, podemos exemplificar com pagamentos em data futura (isolados ou recorrentes), prazos para entrega de trabalhos (você pode agendar para, 15 dias antes, você saber que precisa concluir), consultas sazonais (check up e dentistas), entre outros.

Tarefas: Estas podem ser anotadas tanto no dia em questão, como em uma página separada. Vai do que funciona melhor pra você. As tarefas que não tem dia pra acontecer, podem ficar numa página separada, pois são tarefas que você vai fazer à medida que aparece tempo ou dinheiro. Importante é criar o habito de sempre dá uma olhada na sua lista de tarefas sem data, seja no início do dia , seja no final, pois você pode resolver concluí-las naquele ou no dia seguinte se for oportuno. Você também pode separá-las por contexto: rua, computador, telefone... Eu por exemplo, aproveitei que iria passar um bom tempo na sala de espera do médio no dia seguinte, me organizei para refazer minhas listas de limpeza detalhada, que já estava protelando a um tempão: resultado, mais uma tarefa concluída!

Listas de compras: Mais chato do que chegar no supermercado ou na farmácia e esquecer do que foi comprar, é lembrar que faltou algo no caminho de volta. Eu particularmente separo minha lista por contexto, levando elas na pocket. Tenho listas para Supermercado, Farmácia, Centro da cidade, Shopping, Comércio local (meu bairro é meio centro, mas não é o da capital), Lojas de produtos de casa/construção. No dia a dia, anoto os itens na seção de notas, e depois vou passando para as listas, ou então anoto nas próprias listas. Se você não usa pockets, pode anotar no seu planner de bolsa, ou então numa caderneta para levar sempre na bolsa.

Notas em geral: Nessa seção anoto tudo que me vem a mente, seja para tarefas, compras, pensamentos, ideias. Funciona como minha caixa de entrada (conceito do GTD, veremos melhor depois). Separo algumas páginas para deixar notas importantes para ter sempre comigo. As demais, podem ser descartadas depois que eu as distribuir para as outras listas.

Espero que tenha ajudado. Lembrando que você não precisa de um planner específico para começar. Um cadeno e uma caneta já ajudam.  Vocês já ouviram falar em Bullet Jounal? Tem muitos textos em português. Mais à frente, falarei sobre como estou usando o sistema.

Até mais!

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Como fazer duma caderneta um planner de bolsa

Olá pessoas

Depois que entrei para o mundo dos planners, conheci o Bullet Journal (vou colocar alguns links para você conhecer melhor aí embaixo). Percebi que ele teria sido uma solução perfeita para mim, no período que fiquei sem usar agenda. O sistema de Bullet Journal (ou BUJO), trouxe para mim a solução de um problema que eu enfrentava quando tentava usar cadernos simples para me organizar: Como fazer quando as folhas de determinada aba acabarem? Ir para outro ponto do caderno, mas como achar isso de maneira fácil, sem ficar passando as folhas?

O Bullet Journal inicia com um índice, onde você anota a página (você começa enumerando as folhas) em que determinado assunto se encontra, não importando se começa na folha 3, vai até a 7, e depois continua na 21: Você está com a referência ali na frente e se dirige à página correta rapidamente.

Nesses dias, lembrei que preparei uma caderneta para usar na bolsa enquanto minhas pockets não chegassem. Acabou que ela chegaram logo em seguida. A caderneta ficou encostada. Aí pensei que seria interessante mostrar a vocês, que dá pra fazer um planner de bolsa com apenas uma cadernetinha. A diferença para o uso geral das cadernetas? Nela as informações estarão organizadas e podem ser acessadas rapidamente.

Vamos às fotos:



Na contracapa, coloquei as informações pessoais e de emergência.



Na primeira página fica o índice  e os códigos que usamos  nas anotações (opcional). O índice é a principal parte da organização. Vejam que ali coloquei todas as seções que existem na caderneta, com sua respectiva numeração. Olhando o índice, tal como em um livro, posso ir direto pra informação que preciso.



Aqui a abertura do mês de Novembro: Calendário, Aniversários, Importante.



 E aqui a visão mensal



Esse foi o layout escolhido: semana em uma página + to do + notas. Decorar é escolha pessoal



Contatos importantes


E minha listas de compras por contexto


Espero que o post ajude você, que quer organizar as informações na cadernetinha que já tem na bolsa, ou ajude a quem nunca pensou nisso  a implantar. Você pode usar qualquer tipo de caderneta: Sem pauta, com pauta, quadriculada, de espiral. Vai de acordo com seu gosto e sua necessidade.

Até mais!

Ps. Seguem os links para quem quiser saber mais sobre Bullet Journal:

http://vidaorganizada.com/como-fazer-bullet-journal/

http://listografia.com.br/bullet-journal-como-usar/

http://desancorando.com.br/2015/11/17/o-que-e-um-bullet-journal-e-como-adotar-esse-metodo/

http://paulaabrahao.com.br/blog/2015/organizacao-pessoal-com-o-sistema-bullet-journal/

sábado, 22 de outubro de 2016

Montando um planner baratinho

Olá pessoas

O post de hoje é para aquelas pessoas que querem montar um planner, mas não podem gastar ou não querem gastar muito.

Comecei no mundo dos planners exatamente assim. Usei (e ainda uso) um argolado A5. Depois de um tempo, veio a pocket. Os dois me acompanharam juntos até eu comprar o meu primeiro personal.

Vamos lá! Você vai precisar:

Fichário A5 (comprei esse na Kalunga);
Folhas em branco (com pauta, sem pauta, quadriculadas)
Conjunto de divisórias para A5 (essas também comprei na Kalunga)



Aqui o fichário de frente e aberto (parece sem graça a princípio).



Começamos pelas divisórias (você pode trocar essas divisórias com o tempo por outras decoradas)



Folhas (esse refil custa em torno de R$ 2 por aqui)


Folhas quadriculadas (essas eu imprimi, mas você também pode comprar aqueles cadenos quadriculados e cortar)



Depois de colocar as folhas (ele vem com folhas sem pauta. Coloquei na última divisória, mas a foto não ficou muito boa), vamos nomear a abas. Você pode utilizar essas etiquetas da pimaco, ou usar etiquetas brancas mesmo.


Esses envelopes A5 comprei na papelaria. Você pode  perfurar e usar para colocar adesivos, canetas, etc.


E pronto




Se você não quiser manter ele preto, pode comprar 1 metro de contact e encapar. É muito fácil, já que ele não é de papel (é plástico), fica fácil reposicionar. Aqui uma foto de quando usava  o meu com papel contact:


E o que fazer agora: Anotar e escrever aquilo que você quer organizar. Eu sugiro começar com : Compromissos, Tarefas, Compras e Finanças. Você também pode imprimir freebies da internet para usar no seu planner (nesse caso, tamanho A5). Inclusive já tem blog disponibilizando freebies para 2017 (The Handmade Home). Não imprima tudo de uma vez. Imprima aquilo que vai precisar e depois você vai montando de acordo com suas necessidades.

Qualquer dúvida, deixe nos comentários!

Até mais!

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Planner da casa - Meu A5

Olá a todos

Voltei hoje para mostrar um pouco mais meu planner doméstico, onde gerencio a casa, família e pessoal. Trata-se de um fichário A5 comprado na Kalunga. Fiz uma capa com a Déia Dietrich, imprimi uns freebies de visão mensal (The Handmade Home) e semanal (Philofaxy) para a parte da agenda, e folhas quadriculadas para o restante. Como já disse a vocês, amo planner argolado justamente por isso: estarmos livres pra organizá-los como quisermos.

Dashboard e set up inicial


Na primeira página, para ficar de fácil acesso, tenho um resumo das rotinas principais da casa



E a lista das principais tarefas





Aqui a visão mensal. Reparem os post it no verso da folha anterior. São lembretes para aquele mês. Por conta disso, já tenho a visão mensal de 2017 impressa, pois já estou "pré-agendando" alguns eventos.



Aqui a visão semanal. Uso para agendar os compromissos e para planejar o menu semanal.



Logo após o calendário, tenho as folhas (quadriculada) onde coloco as ideias relativas ao blog e ao Canal do You Tube



Iniciando minha aba pessoal, com as resoluções de 2016




E meu mapa de papéis. Avalio mensalmente como me saí em cada um deles




A segunda aba é a de projetos. O conceito de projeto que utilizo é o do GTD, onde algo que precisa de mais de uma ação para ser concluído, é um projeto. Isso ajuda na produtividade, pois vejo uma tarefa grande, diluída em pequenas tarefas




A terceira é a aba de família: Acompanhamos assuntos relacionados ao carro ( esse insert fiz no publisher), médicos, consultas e passagens pela emergência, logins e lembretes de senha.




A aba seguinte é a de finanças. Nesse post it tenho os gastos sazonais/mensais, que entram no planejamento financeiro mensal  


Por fim, a aba do Fly Lady



Percebam que não é preciso muito para se organizar. Basta algumas folhas, canetas e um fichário (pode ser um caderno também, mas gosto da mobilidade). O Blog Vida Organizada traz muita informação para você começar a se organizar. Muito do que aprendi foi com ela.

Qualquer dúvida, deixem nos comentários!

Até mais

Links citados

Meu Canal

The Handmade home

Philofaxy

Fichário da Kalunga

Loja da Déia

Olha isso aqui também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...